Rede de eletrodomésticos fecha sete lojas em São Paulo

A rede varejista de eletrodomésticos Brasimac está fechando sete unidades na cidade de São Paulo. O Sindicato dos Comerciários de São Paulo informou que um grupo de funcionários procurou a entidade em busca de orientação para negociar o pagamento dos direitos trabalhistas. Ao todo, estariam demitidos 120 empregados. A empresa foi procurada mas não quis falar.A rede, que tem mais de 50 anos, entrou com um pedido de concordata na 3ª Vara Cível do Fórum de Barueri em 1999, em função de dificuldades de negociação com alguns credores, mas não interrompeu a operação. O processo ainda está em curso.Em 2000, foi comprada pelo empresário Arnaldo Bisoni, do grupo Antar. Ele incorporou as 54 lojas da Ultralojas (ex-rede Singer) e vendeu quatro unidades. No ano passado, vendeu a companhia para a holding norte-americana Key West. Na época, eram 126 unidades em sete Estados e o negócio envolveu uma soma de US$ 20 milhões.Na quinta-feira, o sindicato organiza uma assembléia extraordinária para tratar dos direitos trabalhistas dos empregados. Segundo uma comissão de funcionários, o último salário não foi pago devidamente, a cesta básica não era entregue há mais de um ano, o convênio médico foi cancelado no final do ano passado e o vale-refeição estava atrasado há dois meses. Além disso, a empresa não pagou o dissídio de 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.