finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Redecard tem lucro recorrente 37,6% maior no 2º trimestre

Líquido soma R$ 178,2 milhões entre abril e julho, ante R$ 129,4 milhões do registrado no ano anterior

Alberto Alerigi Jr, da Reuters,

15 de agosto de 2007 | 14h19

A companhia de cartões de pagamento Redecard anunciou nesta quarta-feira lucro líquido recorrente 37,6% maior no segundo trimestre em relação ao mesmo período do ano passado, apoiada em um crescimento de 19,5% na receita.   Para o acumulado de 2007, a empresa espera crescimento de 20% a 24% no lucro líquido sobre o resultado positivo pro-forma de R$ 601,9 milhões no ano passado.   A companhia, que realizou a maior oferta pública inicial de ações da história da Bovespa em julho, passou a consolidar integralmente seus resultados em vez de reparti-los com seus controladores - Unibanco, Itaucard e Citibank. Por isso, promoveu ajustes em balanços anteriores a março deste ano para torná-los comparáveis com os obtidos após a consolidação.   O lucro líquido recorrente entre abril e junho somou R$ 178,2 milhões, ante R$ 129,4 milhões um ano antes.   A geração de caixa ajustada medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi de R$ 302,9 milhões no último trimestre, crescimento de 28,4% na comparação anual.   A Redecard fechou o segundo trimestre com receita operacional líquida de R$ 487,1 milhões. A empresa espera que o volume financeiro de transações com cartões de crédito cresça entre 19% e 21% em 2007 contra o ano passado, enquanto o volume de cartões de débito deve se expandir de 29% a 31%.

Tudo o que sabemos sobre:
RedecardLucro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.