Redução de estímulos do Fed depende de dados, diz Dudley

O presidente do Federal Reserve de Nova York, William Dudley, afirmou nesta terça-feira, em entrevista à rede de televisão CNBC, que a manutenção dos estímulos na última reunião do Fed não deveria ter surpreendido os mercados e que a diminuição das compras de bônus ainda pode ocorrer este ano, mas dependerá de dados.

AE, Agencia Estado

24 de setembro de 2013 | 08h29

"O presidente do Fed (Ben Bernanke) nunca disse que reduziríamos o ritmo de compras de ativos em dezembro. Ele disse ''ainda este ano''. Acredito que o cronograma para a redução ainda está intacto", afirmou Dudley, que tem poder de voto no Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) este ano.

O dirigente afirmou que as pessoas ficaram surpresas após a decisão da semana passada porque "precipitaram-se nas conclusões". "Estamos tentando ser muito transparentes, mas as pessoas costumam achar que estamos indicando alguma coisa", disse.

Ele frisou que só apoiará a redução se houver melhora duradoura no mercado de trabalho, mas disse que a economia dos EUA tem ficado mais fraca desde a reunião de junho do Fomc.

Mais conteúdo sobre:
EuaFedEstímulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.