finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Redução de tributos para bancos não sairá agora

O secretário-adjunto da Receita Federal, Ricardo Pinheiro, confirmou hoje a suspensão do projeto de desoneração das operações de intermediação financeira. "O estudo vai ficar guardadinho na gaveta por algum tempo", disse Pinheiro.A informação de que o governo não iria, ao menos por enquanto, deslanchar o projeto de redução dos tributos para os bancos foi antecipada pela Agência Estado há dois dias.A elevação da meta da Selic, a taxa básica de juros da economia, definida ontem pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, foi a justificativa principal para que a equipe econômica optasse pelo arquivamento temporário do projeto. Objetivo da medidaA idéia de reduzir os impostos que incidem sobre as operações de intermediação financeira tem um claro objetivo: induzir os bancos a cortarem o chamado spread bancário, que é a diferença entre a taxa de captação de recurso das instituições e a taxa cobrada do tomador final de crédito, e com isso baratear o custo do dinheiro no País.Segundo Pinheiro, o aumento promovido na Selic vai na direção contrária à da medida em estudo, o que inviabiliza, neste momento, a adoção da medida. "Não vamos jogar fora (o estudo). Só segurar um pouco", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.