Reforma da saúde reduz déficit dos EUA em US$132 bi--comissão

A reforma do sistema de saúde que tramita no Senado norte-americano reduziria o déficit federal em 132 bilhões de dólares ao longo de 10 anos, afirmou neste sábado uma comissão apartidária.

REUTERS

19 de dezembro de 2009 | 17h24

O Gabinete Orçamentário do Congresso (CBO, na sigla em inglês) também afirmou que o projeto teria um custo de cobertura de 871 bilhões de dólares ao longo de 10 anos.

As duas cifras atendem à meta do presidente norte-americano, Barack Obama, de reduzir o déficit e de ter um custo total de cerca de 900 bilhões de dólares ao longo de 10 anos. O sinal verde da comissão pode ajudar na aprovação da proposta no Senado.

(Reportagem de John Whitesides)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROEUADEFICIT*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.