Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Região pode ter crise grave

A América do Sul deve enfrentar uma crise energética grave dentro de dez anos. A situação de países que já enfrentam problemas de energia, como Chile, Argentina e Uruguai, deve piorar. A avaliação é de Sérgio Gomes, vice-presidente para América do Sul da Areva, multinacional francesa da área de energia. O pedido de revisão tarifária de Itaipu, pelo Paraguai, segundo Gomes, é apenas um exemplo da instabilidade energética da região. "Mas acredito que a questão será resolvida diplomaticamente, e não com o aumento do preço pago ao Paraguai. A ajuda na construção de uma linha de transmissão de energia até Assunção deve ser o caminho", disse, em evento da Câmara de Comércio Brasil-França, em São Paulo.Na avaliação de Gomes, o Brasil tem posição mais confortável em relação à energia. Segundo ele, a geração de energia de biomassa, especialmente da cana-de-açúcar, também deve ganhar impulso no País.

Andrea Vialli, O Estadao de S.Paulo

24 de abril de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.