carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Região Sul teve a maior alta nas importações em janeiro

A Região Sul foi a que apresentou o maior crescimento nas importações em janeiro, segundo divulgou hoje o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). A alta foi de 91,3%, saindo de US$ 1,365 bilhão em janeiro de 2007 para US$ 2,612 bilhões no mês passado. Em seguida, vieram as regiões Norte (aumento de 72,7%), Sudeste (31,1%), Nordeste (27,1%) e Centro-Oeste (22,4%). No total de janeiro/2008, o Brasil comprou no exterior US$ 12,332 bilhões, alta de 45,6% ante o mesmo mês de 2007.No Sul, o Rio Grande do Sul apresentou a maior alta, de 114,5% (de US$ 548,3 milhões para US$ 1,176 bilhão), seguido de Santa Catarina, com aumento de 84,5% (de US$ 343 milhões para US$ 632 milhões). No Paraná, o incremento foi de 69,4% (de US$ 474 milhões para US$ 803 milhões). A região respondeu por 21,2% do total importado pelo País no período.NorteNa Região Norte, a importação cresceu 72,7% em janeiro (US$ 849,9 milhões). O Amazonas, por conta da Zona Franca de Manaus, foi o principal comprador no mercado externo, com US$ 760,5 milhões, quase 90% do total da região - US$ 849,9 milhões - e alta de 74% sobre janeiro de 2007 (US$ US$ 437,2 milhões). O Pará veio em segundo lugar e importou US$ 68,5 milhões, valor 56,6% maior que o registrado em janeiro de 2007 (US$ 43,7 milhões). As importações da Região Norte corresponderam a quase 7% do total brasileiro.SudesteAs importações da região Sudeste corresponderam a 58,7% das compras brasileiras. São Paulo foi o principal destino dos desembarques, com 39,1% das importações. O Estado comprou no mês US$ 4,829 bilhões, cifra 31,1% maior que a registrada em janeiro do ano passado - US$ 3,683 bilhões. O Rio de Janeiro aparece na segunda posição, com US$ 1,089 bilhão, maior crescimento da região Sudeste (66,2%), na mesma comparação.NordesteA região Nordeste importou US$ 1,036 bilhão. A Bahia foi o principal comprador da região no mercado internacional, com US$ 500,8 milhões - aumento de 27,1% sobre janeiro de 2007. Três Estados nordestinos, entretanto, apresentaram crescimento muito maior que a média nacional: Piauí (309%) - de US$ 2,1 milhões em janeiro de 2007 para US$ 8,7 milhões em 2008; Alagoas (211,7%) - de US$ 6 milhões para US$ 18,7 milhões; e Rio Grande do Norte (140,1%) - de US$ 8,2 milhões para US$ 19,7 milhões.Centro-OesteOs estados do Centro-Oeste foram os que menos importaram no período: US$ 585,62 milhões, o que equivale a 4,7% do total do Brasil. Em janeiro, o crescimento das importações da região foi de 22,4%. O principal importador foi Mato Grosso do Sul, com US$ 257,4 milhões, acréscimo de 68,5% sobre o mesmo mês em 2007 (US$ 152,8 milhões). A maior alta apresentada na região foi a de Goiás, que importou US$ 202 milhões, valor 125,7% maior que o registrado em janeiro do ano passado (US$ 89,5 milhões).

PAULA PULITI, Agencia Estado

07 de fevereiro de 2008 | 15h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.