coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

Regulamentação brasileira é referência, avalia BC

A regulamentação brasileira relativa a registros de operações de títulos no mercado de balcão virou uma referência internacional, principalmente após a crise do crédito de risco nos EUA, e começa a ser estudada para ser copiada no exterior, inclusive por países com mercado financeiro desenvolvido. A afirmação foi feita hoje pelo chefe-adjunto do Departamento de Normas do Banco Central, Sérgio Odilon dos Anjos, durante o 2º Seminário Internacional sobre Renda Fixa, em São Paulo. "A regulamentação brasileira é uma jabuticaba tão interessante que já querem implantá-la lá fora", disse.De acordo com Odilon, o sistema de registros brasileiro tem papel fundamental na supervisão do Banco Central. "No começo, a regulamentação foi uma necessidade, mas hoje já faz parte do mercado e é bom para todos porque traz transparência", considerou. O chefe-adjunto ressaltou também que um dos países interessados em implantar o sistema são os Estados Unidos, que passam por um período de forte turbulência justamente em função da inexistência de regulamentação de algumas áreas do mercado financeiro. "Nos Estados Unidos é assim: umas coisas têm regras demais; outras, não têm nenhuma", comparou.Odilon destacou anda que o Banco Central brasileiro "aprendeu bastante" com a crise do crédito de risco (subprime). Ele relatou que a autoridade monetária tomou medidas para evitar alavancagem de algumas instituições estrangeiras no País, bem como operações cruzadas. "Fomos muito criticados por isso na época, mas em seguida veio o subprime e vimos que tínhamos razão", considerou.

CÉLIA FROUFE, Agencia Estado

25 de outubro de 2007 | 19h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.