Rehn elogia Itália por compromisso com Orçamento

O comissário de assuntos econômicos da União Europeia (UE), Olli Rehn, elogiou nesta quinta-feira a garantia dada pelo primeiro-ministro da Itália, Enrico Letta, de que o país respeitará os compromissos do Orçamento de 2013, um dia depois de o governo italiano aprovar uma série de medidas orçamentárias.

Agencia Estado

29 de agosto de 2013 | 10h26

"Garantir a sustentabilidade das finanças públicas da Itália e, particularmente, reduzir sua dívida muito alta, é absolutamente essencial para restaurar a confiança e criar as condições para uma recuperação duradoura", disse Rehn em comunicado divulgado via e-mail.

Segundo Rehn, foi o compromisso da Itália em cumprir metas que permitiu à Comissão Europeia, braço executivo da UE, "recomendar a anulação do procedimento de déficit excessivo este ano". O procedimento é o programa de inspeção orçamentária da UE.

Na quarta-feira, Roma aprovou um conjunto de medidas orçamentárias, cancelou um polêmico imposto sobre propriedades e prometeu novos recursos para os desempregados.

Letta disse que detalhes de como as medidas serão financiadas serão esclarecidos posteriormente e incluídos na lei orçamentária de 2014 a ser enviada ao Parlamento.

"O governo anunciou que pretende cobrir o impacto orçamentário das medidas pela redução de gastos, e não por meio de aumentos de impostos. Isso também é bem-vindo, embora obviamente ainda precisemos ver os detalhes desses planos", disse Rehn. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
UEItáliaRehnorçamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.