Reinício dos negócios com ações da Varig não impede punição

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) informou que o reinício dos negócios com ações da Varig não impede a autarquia de adotar eventuais punições à companhia aérea pelo descumprimento das normas de divulgação de informações ao mercado.A Varig teve seus papéis suspensos na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) hoje por não ter divulgado até hoje pela manhã um fato relevante sobre o leilão de seus principais ativos, como determinou a autarquia. O documento só foi encaminhado ao órgão nesta tarde.No fato relevante, a Varig explica que o leilão não resultou em troca do seu controle acionário, e sim apenas na venda de unidades produtivas. A Varig está em processo de recuperação judicial há um ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.