Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Reino Unido pensa em entrar para a zona do euro

O Reino Unido está considerando se unir a zona do euro como uma conseqüência direta da turbulência financeira global, afirmou hoje o presidente da Comissão Européia, José Manuel Barroso. "Estamos mais próximos agora do que nunca estivemos antes. Eu não vou quebrar a confidencialidade de certas conversas, mas alguns políticos britânicos já me disseram: ''se tivéssemos o euro, estaríamos melhor''", disse em entrevista para um programa de notícias francês semanal, referindo-se a queda do valor da libra desde o derretimento dos mercados e aperto na liquidez no início deste ano. "Os britânicos têm uma enorme qualidade, uma delas é que eles são pragmáticos", disse Barroso. "Esta crise enfatizou a importância do euro e, também, do Reino Unido", acrescentou. "Eu não quero dizer que isso vai acontecer amanhã, eu sei que a maioria (do povo britânico) ainda se opõe, mas existe um período de consideração a caminho", disse o ex-primeiro-ministro de Portugal. Barroso apontou para o caso da Dinamarca, outro estado da UE que também se recusava a aceitar o ouro, mas que agora está planejando outro referendo sobre a adesão a moeda única. Em 2000, os dinamarqueses votaram contra a entrada na zona do euro.

AE-DOW JONES, Agencia Estado

30 de novembro de 2008 | 19h43

Tudo o que sabemos sobre:
Reino Unidozona do Euro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.