Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Reino Unido pode cortar tarifas em garantias de crédito

O Tesouro do Reino Unido considera cortar tarifas no programa de garantia de crédito de 250 bilhões de libras (US$ 373,85 bilhões) aos bancos, anunciado em outubro, informaram hoje jornais britânicos.Citando fontes bancárias, o Sunday Times disse que os custos de financiamento para os bancos podem ser reduzidos em até 1,25 ponto porcentual. O jornal acrescentou que autoridades do Tesouro esperam que o corte permita que os bancos comecem a emprestar mais para os clientes, a juros menores.O Sunday Telegraph também informou que o Tesouro trabalha em um plano para estender garantias de empréstimos a pequenas e médias empresas.Um porta-voz do Tesouro não quis comentar as notícias, mas citou os comentários do ministro das Finanças, Alistair Darling, no dia 25 de novembro, de que o programa estaria sob revisão e seria concluído até o Natal.Em outra notícia, o Sunday Telegraph disse que o Barclays poderá revelar planos nesta segunda-feira de impulsionar os empréstimos para pequenas e médias empresas em 1,5 bilhão de libras (US$ 2,24 bilhões). O Barclays não retornou as ligações com pedidos de comentários. As informações são da Dow Jones.

(AE), Agencia Estado

14 de dezembro de 2008 | 14h39

Tudo o que sabemos sobre:
Reino Unidocrédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.