Relator do Cade pede condenação de siderúrgicas

O relator do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) do processo em que a Gerdau, Barra Mansa e Belgo Mineira são acusadas de formação de cartel, Luiz Scaloppe, pediu a condenação das três siderúrgicas e defendeu a aplicação de multa de 7% do faturamento bruto de 1999 à Gerdau e à Belgo Mineira e de 6% à Barra Mansa. Ele justificou que a redução da multa para a siderúrgica Barra Mansa deve-se ao fato de ela não ter distribuidora própria de produtos de aço, o que serviu de agravante, no caso das duas outras. O julgamento ainda prossegue. Defesa Os advogados das três siderúrgicas fizeram inicialmente a defesa oral das empresas, na sessão do Cade. Os advogados centraram os argumentos em irregularidades que dizem ter ocorrido na fase de instrução do processo, movido por entidades da indústria da construção no Estado de São Paulo. Segundo eles, as testemunhas ouvidas no processo teriam sido orientadas na Secretaria de Direito Econômico (SDE) do Ministério da Justiça, antes de seu depoimento formal à própria SDE contra as siderúrgicas.

Agencia Estado,

23 Setembro 2005 | 13h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.