Relatório das Nações Unidas aponta melhora na economia mundial

A situação da economia mundial é mais promissora hoje do que há um ano. Houve crescimento de produção e no comércio, criando tendências e perspectivas favoráveis ao crescimento sustentado e duradouro no mundo. A constatação está no relatório sobre comércio e desenvolvimento divulgado hoje pela Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento (Unctad).De acordo com a Unctad, o câmbio flexível no Brasil teve um forte impacto no comércio exterior, que saiu de um déficit (importações maiores que exportações) de US$ 7 bilhões na balança comercial em 1998, para um superávit (exportações maiores que importações) de US$ 13 bilhões em 2002 e de US$ 25 bilhões, em 2003.Mas o forte desempenho do comércio exterior não favoreceu o crescimento interno, principalmente em função da queda registrada na renda dos trabalhadores entre 2000 e 2003, e as altas taxas de desemprego, que em abril último foi superior a 13%. A baixa demanda interna associada a elevadas taxas de juros inibiram os investimentos no País.Perspectivas econômicas para Brasil Neste ano, aponta o documento, o Brasil caminha para um crescimento de 3,5%. Mas, mesmo com forte desempenho do comércio exterior, para ser significante, o crescimento econômico terá que vir acompanhado de mais investimentos e consumo interno. As informações são da Agência Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.