Relatório sobre apagão é ´muito verdadeiro´, diz ex-ministro

O senador Rodolpho Tourinho (PFL-BA) disse nesta terça-feira que o relatório da Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae) do Ministério da Fazenda que aponta risco de o País enfrentar um novo apagão até 2010 é "muito verdadeiro". Tourinho, que foi ministro de Minas e Energia de 1999 até fevereiro de 2001, disse que "é preciso reconhecer que o problema existe". O ex-ministro avalia que dois problemas, em especial, podem vir a comprometer o abastecimento de energia: a falta de gás natural e os atrasos na emissão das licenças ambientais de novas hidrelétricas."Nenhum grande projeto novo de hidrelétrica foi feito no atual governo. A maior parte das usinas que entrou em operação veio do governo anterior", disse.O relatório da Seae que alerta sobre do risco de um novo apagão caso a economia brasileira tenha um crescimento de mais de 4% ao ano até 2010 foi divulgado pelo Estado no domingo passado. Como reação, o Ministério da Fazenda divulgou na segunda-feira nota afirmando que o documento não refletia a posição do ministério. O ministro Guido Mantega, inclusive, disse que o documento estava "superado" e que não levou o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em consideração.Para Tourinho, entretanto, o governo está, sim, preocupado com o futuro do abastecimento de energia. E essa preocupação, disse, está refletida no PAC, que prevê investimentos de R$ 274,8 bilhões (de um total de R$ 503,9 bilhões) só para a área energética. "A grande preocupação do PAC é com a área de energia", salientou o ex-ministro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.