seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Relatório sobre apagão não é conclusivo, diz ONS

O diretor-geral do Operador Nacional do Sistema (ONS), Hermes Chipp não confirmou nem negou que os raios - chamados no jargão do setor de "descargas atmosféricas" - foram as causas do apagão ocorrido no início de fevereiro, quando 12 linhas de transmissão foram desligadas afetando diversas regiões do País. Segundo ele, o relatório sobre o apagão não foi conclusivo.

EDUARDO RODRIGUES, Agencia Estado

12 de março de 2014 | 19h21

"O Relatório de Análise da Perturbação não identificou nenhuma causa originada por falha de proteção, defeito no equipamento, falha de manutenção, nada disso. O que nós temos identificado foi um trabalho feito pelo INPE que identifica descargas atmosféricas na região da linha. Isso com o chamuscamento do isolador na linha da Taesa, e nenhuma indicação na linha da Entesa, que é próxima. Então você não pode afirmar, mas também não pode descartar essa hipótese", disse Chipp.

Tudo o que sabemos sobre:
apagãorelatórioONS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.