Renault apresenta novos Sandero e Logan

Estão no estande de uma montadora que não existe no Brasil os dois novos modelos que circularão pelas ruas das maiores cidades do País em 2013. A romena Dacia, que pertence ao grupo Renault, apresentou ontem, no Salão do Automóvel de Paris, os novos modelos do hatch Sandero e do sedã Logan. A partir do final do ano que vem, eles sairão das linhas de montagem da Renault no Brasil.

PARIS, O Estado de S.Paulo

28 de setembro de 2012 | 03h06

Até agora, a direção da Renault não falava em renovação dos modelos brasileiros, mas ontem o diretor-presidente do grupo entregou o jogo a um grupo enorme de jornalistas no Salão de Paris. "Eu acredito que eles chegam no final de 2013", afirmou o franco-brasileiro Carlos Ghosn, uma das estrelas do salão, por dirigir uma das montadoras anfitriãs do evento.

Os dois veículos são considerados os destaques do salão dentre os automóveis de baixo custo. Sucesso de vendas na Europa sob a bandeira Dacia, os modelos Sandero e Logan adotaram outra identidade no Brasil, com pequenas mudanças estéticas - além, é claro, do logotipo diferente. Agora renovados, os dois ganham vida nova.

"O segmento de veículos de baixo custo é um dos mais promissores, e a Renault está bem posicionada por meio da Dacia", analisa Stephane Heim, pesquisador do Gerpisa. "A ideia é provar que automóvel barato não precisa mais ser feio."

A Dacia é uma montadora romena criada em 1966 e adquirida pela Renault em 1999 - o grupo foi comprando fatias da empresa aos poucos e hoje é dono de 99% do seu capital. A marca Dacia oferece uma linha de carros econômicos do grupo na Europa. No Brasil, os modelos usam a marca Renault. / A.N.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.