Renault mostra carro mundial que será produzido no País

O presidente mundial da Renault, Carlos Ghosn, fez ontem na Alemanha o lançamento mundial do Sandero, que será produzido inicialmente apenas na fábrica de São José dos Pinhais (PR). É a primeira vez que um automóvel da marca será feito inicialmente fora das bases da empresa na Europa. Também foi o primeiro lançamento internacional de um um modelo flex, que roda com gasolina ou álcool.O desenvolvimento do hatch compacto (sem traseira estendida) ocorreu na matriz da empresa, na França, com a participação de engenheiros brasileiros. As vendas começam em dezembro e, pelos cálculos do mercado, deve custar entre R$ 31 mil e R$ 37 mil.Em um evento que antecedeu o Salão do Automóvel de Frankfurt, que será aberto ao público na quinta-feira, um animado Ghosn apresentou o Sandero a um grupo de mais de 450 jornalistas de vários países e analistas financeiros. "O carro foi concebido para as necessidades dos clientes da América do Sul", disse. A partir de 2008, o veículo também será produzido na Europa, com a marca Dacia, provavelmente em algum país do leste. Outros países emergentes também são cotados. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.