Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Renault prevê crescimento das vendas no Brasil

O executivo-chefe da Renault, o franco-brasileiro Carlos Ghosn, disse hoje que o crescimento das vendas no Brasil e na China no ano que vem compensará um provável declínio na Europa, o que deixará as vendas globais em 2010 no mesmo patamar de 2009. Em entrevista gravada para o canal francês de notícias "LCI", Ghosn também disse que a Renault e a empresa japonesa Nissan Motor estão abertas à expansão da sua aliança com outras montadoras, se isso levar a ganhos de escala.

ANDRÉ LACHINI, Agencia Estado

22 de outubro de 2009 | 20h40

Ao contrário da montadora alemã Volkswagen, Ghosn afirmou que não está "à caça de marcas". "Mas se nós tivermos uma oportunidade de permitir que outros grupos se juntem a nós para aumentar nossa escala e complementar a aliança, faremos isso", ressaltou. Segundo Ghosn, o declínio nas vendas de automóveis na Europa no próximo ano acontecerá à medida que os incentivos dos governos europeus à indústria forem removidos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
carrosindústriaRenault

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.