Renault vai investir R$1 bilhão no Brasil em 3 anos

'Passamos dez anos construindo a marca no País e agora entramos na fase de crescimento', diz presidente

Reuters,

10 de dezembro de 2009 | 15h03

A Renault informou nesta quinta-feira que irá investir R$ 1 bilhão no Brasil nos próximos três anos e que pretende lançar em 2011 um utilitário no País.

 

"Passamos os últimos dez anos construindo a marca no País e agora vamos para a fase de crescimento", disse o presidente da empresa para o Brasil e Mercosul, Jean-Michel Jalinier, em entrevista coletiva. Segundo ele, o investimento para o período é o mesmo aplicado pela montadora nos três anos anteriores.

 

Ele informou ainda que a montadora pretende lançar no Brasil em 2011 um veículo utilitário esportivo chamado Duster, que marcará a entrada da marca no segmento no país. Em 2009, a companhia lançou sete veículos. O executivo não deu detalhes sobre cronograma de lançamentos para 2010. Nos três anos até 2009, a Renault investiu no país R$ 1 bilhão, afirmou ele.

 

A companhia trabalhava com uma visão pessimista sobre o mercado de automóveis em 2010, apostando em vendas menores do que neste ano.

 

Mas depois que o governo federal voltou a prorrogar o desconto de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre o setor, até março para veículos bicombustível e a álcool, a montadora trabalha agora com uma perspectiva de estabilidade nas vendas de carros pela indústria.

 

"No primeiro trimestre deste ano sofremos muito, mas agora voltamos a ter uma situação muito boa", afirmou Jalinier. "Se não considerarmos a crise, nossas metas foram atingidas", disse o executivo sem dar detalhes. De janeiro a novembro, a Renault vendeu 101,3 mil automóveis, queda ligeira de 0,7 por cento sobre o mesmo período de 2008.

 

A associação de montadoras do país, Anfavea, informou no início deste mês que prevê vendas de 3,4 milhões de veículos no país em 2010, incluindo além de automóveis e comerciais leves, caminhões e ônibus. O volume representa o quarto recorde anual consecutivo de vendas e uma alta de 9,3% sobre 2009.

 

O anúncio do investimento acontece depois que a Ford divulgou plano para investir R$ 4 bilhões no país entre 2011 e 2014 e de a Volkswagen anunciar gasto de R$ 6,2 bilhões até 2014.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.