Renda cresce 2,5% em fevereiro e desemprego tem leve alta

Rendimento médio do brasileiro fica em R$ 1.189,90; taxa de desemprego vai a 8,7%, segundo dados do IBGE

Jacqueline Farid, da Agência Estado,

27 de março de 2008 | 09h10

A renda média do trabalhador brasileiro cresceu 2,5% em fevereiro, na comparação com o mesmo mês de 2007, atingindo R$ 1.189,90, segundo informações divulgadas nesta quinta-feira, 27, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com janeiro, a alta foi de 1,1%. Veja também: Desemprego em SP fica estável em fevereiro e surpreende Na contramão do indicador positivo, a taxa de desemprego nas seis principais regiões metropolitanas do País também subiu, de 8% em janeiro para 8,7% no mês passado. O resultado, porém, já era esperado, pois o número de desempregados costuma subir em fevereiro devido a efeitos sazonais. Em fevereiro de 2007, a taxa havia sido de 9,9%.  O número de pessoas ocupadas somou 21,16 milhões em fevereiro, com queda de 0,5% ante janeiro (variação considerada como estabilidade pelo IBGE) e aumento de 3,6% na comparação com fevereiro de 2007. A população desocupada (sem trabalho e procurando emprego), por outro lado, ficou em 2,01 milhões, com forte aumento de 9,1% ante o mês anterior, mas queda também significativa (-9,9%) ante fevereiro do ano passado. O IBGE divulgou também que prosseguiu a trajetória de formalização do trabalho. O número de empregados com carteira ficou estável (-0,1%) em fevereiro ante janeiro e aumentou 8,4% na comparação com fevereiro de 2007.  Entre os considerados informais, houve queda na ocupação sem carteira assinada (-3,5% ante janeiro e -3,4% ante fevereiro do ano passado), enquanto os trabalhadores por conta própria reduziram 1,9% ante mês anterior, mas tiveram crescimento de 1,9% ante igual mês de 2007.  São Paulo Apenas na região metropolitana de São Paulo, a taxa de desemprego subiu para 9,3% em fevereiro, ante 8,6% em janeiro, segundo o IBGE. Em fevereiro de 2007, a taxa na região havia sido de 10,6%. A população ocupada em São Paulo somou 9 milhões de pessoas em fevereiro, com estabilidade (-0,2%) ante janeiro e aumento de 4,1% ante fevereiro de 2007. O número de desocupados ficou em 929 mil, com aumento de 9,0% ante janeiro, mas queda de 9,2% na comparação com igual mês do ano passado. No que diz respeito ao rendimento médio real da população ocupada na região, em fevereiro chegou a R$ 1.346,20, com aumento de 0,9% ante janeiro e alta de 1,3% ante fevereiro de 2007.

Tudo o que sabemos sobre:
EmpregoRenda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.