Renda e gastos pessoais nos EUA sobem em fevereiro

A renda pessoal dos americanos cresceu 0,5% em fevereiro informou hoje o Departamento do Comércio dos EUA. Economistas previam alta de 0,3%. Já os gastos com consumo pessoal dos americanos subiram 0,1%, ante previsões de queda de 0,1%. A renda pessoal disponível, que considera a renda após impostos, aumentou 0,5% em fevereiro. Já a poupança pessoal como porcentual da renda pessoal disponível ficou em 0,3% em fevereiro, o melhor desempenho desde outubro de 2007. Gastos com consumoO índice de preços dos Estados Unidos para gastos com consumo pessoal (PCE) subiu 0,1% em fevereiro em relação a janeiro. A previsão do mercado era de estabilidade. Na comparação com fevereiro de 2007, o índice de preços PCE subiu 3,4% no mês passado O núcleo do índice de preços PCE, que exclui variações de preços de alimentos e energia, subiu 0,1%, conforme o previsto. Na relação com fevereiro do ano passado, o núcleo do índice PCE avançou 2% em fevereiro, abaixo da expectativa de alta de 2,1%. O Federal Reserve (Fed, o BC dos EUA) observa o comportamento do núcleo do PCE para avaliar a pressão sobre os preços. O BC americano estabelece como zona do conforto, o índice variando dentro da margem de 1% a 2%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.