Renda pessoal cai 0,1% em agosto nos EUA

A renda pessoal dos norte-americanos caiu em agosto pela primeira vez em quase dois anos, um sinal nebuloso para uma economia que depende dos consumidores. O Departamento do Comércio do país informou hoje que a renda pessoal caiu 0,1% em agosto, recuando pela primeira vez desde outubro de 2009.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

30 de setembro de 2011 | 10h42

Já os gastos subiram 0,2%, após alta de 0,7% em julho e queda de 0,2% em junho. Economistas esperavam aumento de 0,1% da renda e de 0,2% dos gastos.

Com a queda na renda, a taxa de poupança cedeu para 4,5% em agosto, o menor nível desde dezembro de 2009.

O núcleo do índice de preços para gastos com consumo pessoal (PCE, na sigla em inglês), que exclui alimentos e energia, subiu 0,1% em agosto em relação a julho, abaixo da previsão dos economistas de alta de 0,2%, segundo o Departamento do Comércio. Em relação a agosto do ano passado, o núcleo do índice PCE avançou 1,6%.

O índice cheio PCE subiu 0,2% em agosto em relação a julho e avançou 2,9% frente a agosto do ano passado. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUArendaconsumoagosto 2011

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.