Renegociação de dívida com o agro é adiada

A votação do projeto que propõe o aumento do teto para renegociação das dívidas dos produtores rurais, na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado, que seria realizada nesta quarta-feira, foi adiada. Ainda não foi definida uma nova data.A proposta é que o teto passe de R$ 35 mil para R$ 75 mil. Pelo projeto, dívidas de até R$ 35 mil seriam perdoadas. O autor do projeto é o senador Efraim Morais (PFL-PB) e o relator é Demóstenes Torres (PFL-GO).Há cerca de um mês produtores rurais de todo o País se manifestam, por meio de bloqueios a estradas e a agências bancárias, como forma de protestar contra a política agrária adotada pelo governo.BahiaHoje, integrantes do movimento chamado "Grito de Alerta do Campo" voltaram a realizar protestos no oeste baiano, maior pólo agrícola da região Nordeste. Os ruralistas bloquearam das 4 da madrugada até a 7 da manhã a rodovia BR - 020 no município de Luiz Eduardo Magalhães, a cerca de 900 quilômetros de Salvador.Após a liberação da estrada, os manifestantes realizaram um "tratoraço" com cerca de 150 tratores que seguiram em direção da agência local do Banco do Brasil. Em frente ao BB eles estacionaram as máquinas e entulharam várias sacas de milho na porta, num protesto previsto para durar até o fim do expediente bancário da cidade às 15 horas. Os ruralistas querem a rolagem das dívidas do setor, crédito e a mudança das política cambial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.