Renúncia fiscal para 2013 será de R$ 3,9 bi, diz Mantega

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, estimou que o total da renúncia fiscal com as medidas anunciadas e prorrogadas nesta quarta-feira é de R$ 1,6 bilhão neste ano e de R$ 3,9 bilhões no ano que vem. Para compensar esse recolhimento menor, o ministro enfatizou, durante a coletiva de imprensa, que, para todos os benefícios concedidos pelo governo nesta quarta-feira para diversos setores, há contrapartidas.

RENATA VERÍSSIMO, ADRIANA FERNANDES E CÉLIA FROUFE, Agencia Estado

29 de agosto de 2012 | 18h45

De acordo com Mantega, o primeiro compromisso das empresas é manter o nível de emprego. "Ou seja, que não haja demissão", reforçou, acrescentando que as empresas têm contratado trabalhadores. O segundo compromisso é o da redução de preços ao consumidor. "Eles (os preços), de fato, têm caído naquelas proporções. Isso é importante, porque ajuda, inclusive, na inflação", salientou.

Tudo o que sabemos sobre:
Mantegamedidasrenúncia fiscal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.