Repasse de alta no atacado para consumidor está abaixo do usual

O Comitê de Política Monetária (Copom) manteve na reunião da semana passada sua percepção de que o repasse dos aumentos dos preços no atacado ao consumidor continua "abaixo do usualmente verificado". A ata da última reunião do Comitê ? que decidiu manter a Selic, a taxa básica de juros, da economia em 16% ao ano ?, divulgada na manhã de hoje, destacou ainda que os produtos agrícolas pressionaram mais os preços no atacado que os produtos industriais em maio.Sobre o comportamento do IPA-industrial (Índice de Preços no Atacado), o Copom observou na ata divulgada hoje que o crescimento deste índice tenderá a se arrefecer em função do comportamento recente dos preços das commodities ? produtos com preços determinados no mercado internacional."O reajuste dos preços agrícolas, entretanto, está bem acima do normalmente verificado nesta época do ano, representando uma fonte importante de pressão para a inflação no curto prazo", diz o texto da ata da reunião.

Agencia Estado,

24 de junho de 2004 | 11h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.