Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Representante financeiro de Londres visita o Brasil

Em meio às turbulências que sacodem o mercado financeiro global, o Brasil recebe nesta semana o prefeito do distrito financeiro de Londres, sir John Stuttard. Em entrevista exclusiva ao Estado, ele conta que vem em busca de negócios. "Há enorme apetite de investidores em Londres por países como Brasil, China, Rússia e Índia", diz. "Achamos que o Brasil ainda não tirou a vantagem que poderia desse interesse." O cargo que ele ocupa, chamado oficialmente de Lord Mayor, foi criado em 1189 e tem como principal atribuição promover e representar o setor financeiro do Reino Unido. O mandato de um ano de Stuttard começou em novembro do ano passado.Sua agenda oficial, que começa amanhã e termina dia 31, inclui visitas às cidades de São Paulo, Rio, Brasília e Porto Alegre. Amanhã, por exemplo, ele se reúne com o prefeito da capital paulista, Gilberto Kassab (DEM). Na sexta-feira, participa do Congresso Internacional de Derivativos, promovido pela Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) em Campos do Jordão (SP). "Queremos estimular alianças entre os dois países. Temos boas experiências que podem ser aproveitadas pelo Brasil." Nos últimos anos, a City de Londres ganhou enorme espaço no mercado global. Segundo algumas estatísticas, já ultrapassou até mesmo Nova York como principal praça financeira do planeta. Sir Stuttard lista alguns dados dos quais se orgulha: o setor financeiro londrino emprega 1 milhão de pessoas; o patrimônio total administrado por empresas financeiras localizadas na cidade alcança quase US$ 7 trilhões; e lá se movimenta um terço do mercado global de moedas diariamente (cerca de US$ 750 bilhões). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE, Agencia Estado

20 de agosto de 2007 | 11h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.