Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Repsol aprova acordo preliminar com Argentina sobre YPF

A petroleira espanhola Repsol anunciou que seu Conselho de Administração aprovou nesta quarta-feira um acordo preliminar com a Argentina para ser indenizada pela nacionalização de sua participação na YPF, mas não revelou os termos.

Reuters

27 de novembro de 2013 | 20h00

A Argentina nacionalizou 51 por cento da petroleira argentina YPF que estava nas mãos da Repsol em abril de 2012.

A companhia disse que iniciará conversações com o governo argentino para preparar os detalhes e solucionar a disputa, e acrescentou que contratou um banco de investimento internacional para acompanhar o processo.

"Com o objetivo de desenvolver este princípio de acordo, a Repsol decidiu iniciar em breve conversações entre nossas equipes e as do governo argentino, a fim de buscar uma solução justa, eficaz e logo para a controvérsia", disse a Repsol em comunicado ao órgão regulador sem dar mais detalhes.

Uma fonte com conhecimento do acordo preliminar disse que a indenização chegaria a 5 bilhões de dólares, a metade do montante exigido inicialmente pela empresa espanhola.

As relações entre Espanha e Argentina esfriaram desde a nacionalização ocorrida em abril de 2012. O acordo ultrapassa os interesses da Repsol, atingindo sobretudo a Argentina, que busca recuperar a confiança dos investidores estrangeiros para desenvolver enormes recursos de hidrocarbonetos não convencionais.

(Reportagem de Tracy Rucinski)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSREPSOLARGENTINA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.