Republicano quer corte de gastos nos EUA

O líder da minoria no Senado norte-americano, Mitch McConnell, um republicano do Kentucky, insistiu, neste domingo, que a ampliação dos benefícios de auxílio-desemprego seja compensada por cortes de gastos.

NALU FERNANDES, Agencia Estado

18 de julho de 2010 | 10h55

O senador mantém o posicionamento desafiador depois que o presidente dos Estados, Barack Obama, acusou a liderança republicana de obstrucionista. McConnell disse à CNN que a administração precisa acabar com "o incrível rompante gastador". "Estamos todos em favor de ampliar o seguro desemprego, a questão é quando nós vamos ter seriedade quanto a dívida", disse ele, no programa "State of the Nation", da CNN.

Os senadores democratas devem fazer, na terça-feira, uma nova tentativa de ampliar os benefícios aos desempregados que expiraram em maio, depois de não conseguirem vencer a oposição republicana no mês passado. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.