Reserva de ações da Brookfield em oferta começa dia 9

A Brookfield Incorporações, unidade brasileira para o setor imobiliário da canadense Brookfield Asset Management, fará uma oferta primária e secundária de ações com lote inicial de 85 milhões de papéis. O período de reserva vai de 9 a 14 de outubro.

REUTERS

25 de setembro de 2009 | 12h14

Segundo a empresa, a oferta primária terá inicialmente 70 milhões de ações. Com base na cotação de quinta-feira, de 7,93 real por papel, e descontadas as comissões --de 0,31 por ação, conforme o prospecto--, a operação colocaria 533,4 milhões de reais no caixa da companhia.

Na oferta secundária, de 15 milhões de ações, os recursos vão para o bolso dos acionistas vendedores.

Há ainda opções para lotes suplementar e adicional, se houver demanda, o que pode elevar o total de ações em toda a operação de 85 milhões para 114,750 milhões de papéis.

Em 8 de setembro, a Brookfield disse que estava planejando uma oferta primária de ações entre 500 milhões e 700 milhões de reais.

Em prospecto atualizado encaminhado à Comissão de Valores (CMN) nesta sexta-feira, a empresa informou que 60 por cento dos recursos líquidos obtidos com a oferta primária de ações serão usados na compra de terrenos e ou empresas e empreendimentos imobiliários. Os demais 40 por cento irão reforçar o capital de giro.

A fixação do preço da ação será definido no próximo dia 15, após processo de coleta de intenções de investimento (bookbuilding).

(Por Cesar Bianconi)

Tudo o que sabemos sobre:
CONSTRUCAOBROOKFIELD*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.