Reserva do Japão supera US$ 1 tri pela 1ª vez na história

As reservas internacionais do Japão superaram US$ 1 trilhão em fevereiro pela primeira vez na história, devido ao fortalecimento do euro em relação ao dólar e à valorização dos títulos do Tesouro dos EUA, nos quais o governo japonês investe boa parte dos recursos. As reservas japonesas, que incluem moedas estrangeiras, ouro e direitos especiais de saque do Fundo Monetário Internacional (FMI), subiram US$ 11,94 bilhões no mês passado, para o total de US$ 1,01 trilhão, informou o Ministério das Finanças do país.O Japão e a China são agora os únicos dois países com reservas estrangeiras superiores a US$ 1 trilhão, o que pode estimular uma discussão sobre como as reservas serão administradas. Entre os motivos que levaram ao ganho nas reservas do Japão está a valorização do euro para US$ 1,5179 no final de fevereiro, de US$ 1,4861 no fim de janeiro. Como o Japão calcula o valor das reservas em dólar, o valor dos bônus japoneses cotados em euro aumenta conforme a moeda única européia sobe em relação ao dólar. A valorização do ouro (que se aproxima da marca recorde de US$ 1.000 por onça-troy - equivalente a 31 gramas) também favoreceu o ganho nas reservas. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.