Reservas emergenciais podem ser liberadas

O Estado de S.Paulo

25 de agosto de 2012 | 03h09

Os consumidores de petróleo do mundo devem liberar as reservas emergenciais de óleo tão cedo quanto setembro, depois que a Agência Internacional de Energia diminuiu a resistência ao plano dos EUA, informou ontem a publicação da indústria Petroleum Economist, citando fontes anônimas. A AIE, cujo presidente rejeitou a necessidade de uma ação emergencial cerca de uma semana atrás, agora parece ter concordado com a ideia, pedindo que Washington não faça uma liberação unilateral, disse a publicação mensal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.