Reservas provadas da Petrobras crescem 1,2% em 2007

Estatal realizou 53 novas descobertas no ano passado, totalizando reservas de 13,920 bilhões de barris de óleo

Reuters,

15 de janeiro de 2008 | 12h08

A Petrobras anunciou nesta terça-feira que terminou 2007 com reservas provadas no Brasil de 13,920 bilhões de barris de óleo equivalente (boe), crescimento de 1,2% em relação a 2006, devido a 53 novas descobertas. As reservas de petróleo e condensado totalizaram 11,8 bilhões de barris, enquanto que as de gás natural atingiram 336,72 bilhões de metros cúbicos.   "Durante o ano de 2007, foram apropriados 875 milhões de boe às reservas provadas (no País), contra uma produção acumulada de 708 milhões de boe", informou a estatal em um comunicado. Já as reservas provadas no exterior caíram 14,2% no ano passado, para 1,090 bilhão de BOE.   "A apropriação de reservas provadas (fora do Brasil) foi suplantada pela produção do período aliada à revisão dos contratos existentes na Bolívia, e revisões técnicas ocorridas no Equador e nos Estados Unidos, resultando na redução de reservas de 180 milhões de boe", segundo a Petrobras. Os números são baseados nos critérios da Society of Petroleum Engineers (SPE).   Os dados não incluem o campo de Tupi, na bacia de Santos, anunciado no final do ano passado. A empresa estima que o campo produzirá de 5 bilhões a 8 bilhões de barris de petróleo leve e gás, mas a Petrobras ainda tem que declarar Tupi comercialmente viável.   A empresa afirmou ainda que está realizando estudos de viabilidade em 24 campos, incluindo Tupi, o que pode ajudar a aumentar as reservas.

Mais conteúdo sobre:
PetrobrasPetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.