Reservas superam US$ 100 bi pela primeira vez na história

As reservas internacionais brasileiras atingiram a marca histórica de US$ 100,36 bilhões na terça-feira, 27, engrossadas pelas compras diárias de moeda do Banco Central. Segundo dados divulgados pelo BC nesta quarta, as reservas subiram US$ 644 milhões, dos US$ 99,716 bilhões registrados na segunda-feira. O Banco Central acentuou as compras diárias de dólares no mercado de câmbio à vista nas últimas semanas, depois que a moeda norte-americana caiu aos menores níveis em nove meses, abaixo de R$ 2,10.A atuação da autoridade monetária ajudou a dar algum suporte ao dólar.As reservas representam o total de moeda estrangeira (principalmente dólares, no caso brasileiro) mantido pelo Banco Central, disponível para uso imediato. As reservas internacionais têm origem nos superávits do balanço de pagamentos: toda vez que há uma entrada de moeda estrangeira, o BC realiza o câmbio, ficando com os dólares e pagando os exportadores em reais. Quando há mais entradas de dólares que saídas, o BC acumula reservas. Inversamente, quando o país é deficitário, há uma saída de divisas que o BC cobre fazendo uso das reservas acumuladas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.