ANDRÉ KLOTZ / IRON HOUSE
ANDRÉ KLOTZ / IRON HOUSE

bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Residências têm serviços de luxo e conforto

Mistos, conjuntos integram apartamentos com grifes da hotelaria e alta gastronomia

Heraldo Vaz, Especial par O Estado, O Estado de S.Paulo

29 de agosto de 2019 | 12h44

Dois ícones de luxo e alta gastronomia funcionam como viga-mestra de projetos de uso misto premiados com o Master Imobiliário 2019. Inaugurado em outubro, o Four Seasons traz na mesma torre do hotel a experiência de suas residências privadas. Com uma torre de 40 andares, o primeiro residencial da marca Fasano foi lançado em março deste ano.

“É emblemática a chegada do Four Seasons, comemora Jayro Poggi, diretor da Iron House, que ganhou o prêmio de residencial e comercial na categoria Empreendimento. É a estreia da rede canadense no Brasil, com uma torre - de 36 pavimentos, incluindo 6 subsolos - que reúne 254 quartos do hotel e 84 residências privadas. De acordo com Poggi, o Four Seasons define um “novo padrão de hospedagem no País”, oferecendo também atendimento personalizado aos moradores, com “todo o mimo de uma rede tão renomada em serviços de luxo”. Foi construído dentro do Parque da Cidade, um complexo multiúso com torres comerciais, corporativas, residenciais e um shopping center, entre as avenidas das Nações Unidas e Chucri Zaidan, na zona sul da capital.

“É nosso maior e mais importante projeto”, diz o diretor da Iron House, empresa do grupo pernambucano Cornélio Brennand. “É a nossa entrada no mercado de São Paulo.” O investimento total foi de R$ 700 milhões, em sociedade com Abu Dhabi Investment

Authority, fundo de investimentos dos Emirados Árabes Unidos".

Poggi destaca o fato de “conseguir um mix de sofisticação da marca canadense com uma pegada bem brasileira”, priorizando o acabamento com produtos locais - como mármores e madeira certificada - e obras de artistas nacionais na decoração de ambientes, com esculturas de Francisco Brennand, pintura de Burle Marx e também peças da Tora Brasil.

“Ao desenvolver uma torre única que mescla dois usos distintos, a Iron House realizou um excepcional produto”, descreve o voto do júri, classificando o “projeto arquitetônico de padrão superior”.  A comissão julgadora elogia “o paisagismo, design de interiores, as

obras de arte e a sustentabilidade do edifício, além da sinergia do compartilhamento dos serviços hoteleiros”.

Poggi fala da parceria da empresa norte-americana HKS Architects com o escritório Aflalo/Gasperini, responsável pelo desenho do Parque da Cidade. “Foi realizado um trabalho em conjunto, desde a parte conceitual e o anteprojeto da HKS até o projeto

executivo, com as adaptações às normas locais, do Aflalo e Gasperine, cuja assinatura tropicalizou a obra”, afirma o diretor.

No térreo, ficam o restaurante Four Seasons e o bar do lobby. Uma escada em espiral conduz ao primeiro andar, com salas de reuniões e salões para festas e eventos corporativos. No segundo andar, a academia de ginástica, o spa e a piscina oferecem livre acesso para todos os moradores.

As residências privadas ocupam os 12 andares superiores do edifício, que, na cobertura, tem biblioteca, sala de estar e grande terraço. São plantas com living e sala de jantar integrados, em quatro designs: 92m² e 98m² com 1 suíte, 181m² e 213 m² com 2 suítes.

Em média, os preços variam de R$ 2 milhões a R$ 5 milhões. “Foram vendidos 10% dos apartamentos depois da inauguração do hotel”, calcula Poggi. Premiada com o troféu de soluções arquitetônicas, a Even vai espetar uma torre de 40 andares no coração do Itaim, na zona sul da capital. O residencial será integrado por um boulevard ao Hotel Fasano, com 15 pavimentos, em um terreno de 5 mil m², na Rua Pedroso Alvarenga.

Com um valor geral de vendas (VGV) de R$ 720 milhões, o projeto de arquitetura, também assinado por Aflalo/Gasperine, traz o primeiro residencial com a marca Fasano e o segundo hotel da grife em São Paulo. Vai conciliar os dois usos, promovendo

integração urbana com o bairro por meio de espaços de convivência, um conceito incentivado pelo Plano Diretor, afirma o diretor comercial da Even, Marcelo Dzik. “Para fruição do público, haverá calçadas largas e a praça na entrada do hotel.”

O voto do júri do prêmio Master elogia o projeto, que “explora o conceito de uso misto e oferece espaços abertos no térreo”. O residencial terá 68 apartamentos, de 288 m², e duas coberturas duplex, com 493 m², diz a comissão julgadora, apontando

“diferenciais”, como a vista privilegiada, spa e área de lazer no 4º pavimento, a 18 metros do nível da calçada. Em média, o preço é de R$ 33 mil por metro quadrado. “Em quatro meses, comercializamos 75% dos apartamentos”, afirma Dzik, informando que a

cobertura custa R$ 25 milhões. “As duas já foram vendidas.”

Para atingir esse público, tão restrito, os projetos de alto luxo exigem uma série de características especiais. “Falamos de preços altíssimos”, afirma Dzik, citando a localização privilegiada, o tamanho do terreno, o valor arquitetônico do complexo e

plantas dos apartamentos. “O pacote todo tornou o Fasano Itaim um produto de absoluto sucesso.”

O executivo explica que a torre residencial, “por uma questão de segurança e comodidade, terá uma vida e operações absolutamente independentes do hotel”. São estruturas diferentes, acrescenta Dzik, ao ressaltar os serviços oferecidos, como, por exemplo, refeição, portaria, concierge, limpeza, arrumação e lavanderia. “A ideia é que o morador tenha a experiência do atendimento Fasano no seu apartamento.”

O hotel, com 191 unidades, terá 84 estúdios (de 28 m²) e 107 quartos, com área de 56 m², em média. A arquitetura de interiores, a cargo de Marcio Kogan, usa pedras naturais, tijolo aparente e madeiras nos ambientes. Nessa torre, além do restaurante

Fasano, haverá um bar na cobertura, com piscina, academia e espaços para eventos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.