Varejistas trocam de imóvel para reduzir as despesas com aluguel e tornar negócio rentável. Foto: Hélvio Romero/Estadão
Varejistas trocam de imóvel para reduzir as despesas com aluguel e tornar negócio rentável. Foto: Hélvio Romero/Estadão

Resistência em cortar preço é obstáculo

A resistência dos proprietários em não baixar preço tem dificultado o fechamento de contratos de locação e compra/venda, diante de um mercado imobiliário com muitas ofertas na cidade de São Paulo, tanto para alugar como para vender estabelecimentos comerciais. Faz quase um ano que o imóvel localizado na altura do número 2.700 da Avenida Rebouças, um dos principais corredores comerciais da capital paulista, aguarda um comprador ou um inquilino.

Márcia De Chiara, O Estado de S. Paulo

16 Maio 2015 | 17h30



O último locatário foi uma empresa especializada em molduras que acabou migrando para outro imóvel, cujo aluguel era menor. A mudança ocorreu porque a empresa precisou adequar a despesa de aluguel ao ritmo mais lento de vendas.

O preço pedido para a venda do imóvel é R$ 3,5 milhões e para alugá-lo, R$ 15 mil mensais. O imóvel atrai pela localização e pelo porte. Ele ocupa uma área de 360 metros quadrados (m²) em um dos principais corredores comerciais da capital. A área construída é de 320 m².

A reportagem apurou que apareceram muitas propostas para comprar o imóvel nos últimos tempos, especialmente de investidores. Mas as negociações não avançaram porque as ofertas foram bem menores em relação ao preço pedido.

Mais conteúdo sobre:
Mercado imobiliárioeconomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.