Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Resultado da economia em 2015 será parecido com o de 2014, avalia Luiz Carlos Trabuco

Primeira opção para assumir a Fazenda, presidente do Bradesco elogiou a escolha de Joaquim Levy para a pasta após sua recusa

Marcelo de Moraes, O Estado de S. Paulo

01 de janeiro de 2015 | 15h15

BRASÍLIA - Primeiro nome convidado pela presidente Dilma Rousseff para ocupar o ministério da Fazenda, o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, disse nesta quinta-feira, 1º, ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, que espera um crescimento ainda modesto para a economia em 2015. 


Ressaltando seu otimismo com as primeiras medidas de ajuste fiscal que estão sendo anunciadas pelo governo, ele avalia que o crescimento econômico de 2015 deverá ser parecido com o do ano passado.


"Acho que o resultado será parecido com o de 2014", avaliou ao chegar ao Palácio do Planalto para a posse da presidente Dilma Rousseff.


Trabuco elogiou a escolha de Joaquim Levy para o ministério e lembrou que ele tem muita experiência administrativa e sempre apresentou resultados positivos por onde passou.


"No governo do Rio, por exemplo, ele não apenas acertou as contas do Estado como ainda conseguiu aumentar a arrecadação do Estado", citou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.