Resultado do leilão da BR-163 agradou ao ministro

O ministro dos Transportes, Cesar Borges, se mostrou satisfeito com o resultado do leilão da BR-163, no trecho que corta o Estado do Mato Grosso, realizado nesta quarta-feira, 27, e que terminou com um deságio de 52%, proposto pela Odebrecht Transport. "Essa rodovia é fundamental para o escoamento da safra de grãos no Estado", disse. Ele comentou que o resultado desse leilão, bem como o da BR-050, que também teve deságio significativo, demonstram que os investidores têm apetite pelos projetos.

LUCIANA COLLET, Agencia Estado

27 de novembro de 2013 | 12h20

A expectativa do ministro é de que os próximos dois leilões já marcados, o lote da BR 060/262 e 153, com entrega dos envelopes na próxima segunda-feira, 2 de dezembro, e abertura das propostas na quarta-feira, 4 de dezembro, e da BR-163-MS, com leilão marcado para 17 de dezembro, é de que os descontos sobre a tarifa teto permitida sejam "parecidos". "Temos procurado criar condições favoráveis para a concorrência, colocando tarifas básicas competitivas, para que o próprio mercado se regule", comentou.

Ele reiterou que mais um leilão pode ser realizado antes do fim do ano, o da BR-040, cujo edital deve ser analisado hoje pelo Tribunal de Contas da União. A expectativa é de que o documento seja aprovado nesta quarta-feira, de forma que o edital seja publicado na sequência e o leilão marcado em 27/12. "O governo caminha de forma firme para continuar no programa de concessões rodoviárias", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
concessõesBR-163Cesar Borges

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.