finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Resumo Negócios Reuters

Investidores aguardam com ansiedadeinformações sobre o funcionamento de um fundo soberano noBrasil, cuja criação foi anunciada pelo governo sem detalhes. Bolsas dos EUA têm forte alta na expectativa por corte dojuro NOVA YORK (Reuters) - As bolsas de valores dos EstadosUnidos fecharam em forte alta nesta quarta-feira, diante dasexpectativas por um corte na taxa básica de juro pelo FederalReserve, que deram fôlego às ações de companhias do setorfinanceiro pelo segundo dia consecutivo. Bovespa sobe quase 4% com crença em juro menor nos EUA SÃO PAULO (Reuters) - A Bolsa de Valores de São Pauloseguiu nesta quarta-feira a forte recuperação observada nosprincipais mercados acionários do exterior e reduziu a quedaacumulada no mês, embora analistas ainda estejam cautelosos como cenário à frente. ENTREVISTA-Bioeletricidade renderá mais que açúcar nofuturo SÃO PAULO (Reuters) - A bioeletricidade deverá garantir, nofuturo, uma parcela no faturamento das usinas de cana maior atédo que a do açúcar, mas antes o setor terá de superarrumentocomplementar às reservas internacionais que possa, em algunscasos, servir como uma poupança para gerações futuras. O Brasil, ao contrário, tem déficit nominal em suas contase, portanto, a capitalização do fundo exigiria um aumento deseu endividamento --já que Tesouro ou Banco Central teriam quevender títulos públicos para enxugar do mercado os reais usadosna compra de moeda estrangeira. É o que já acontece paraalimentar as reservas. "O Brasil não está registrando superávits fiscais, não tem(a reserva de petróleo) Tupi em funcionamento ainda. Então, aquestão é como você capitaliza esse fundo", apontou a analistade crédito da agência de classificação de risco Standard &Poor's Lisa Schineller, em Nova York. "Você já vê o custo de acumulação de reservas na dívida. OBanco Central tem que conduzir operações no mercado aberto àtaxa Selic, o que obviamente tem um custo para o governo.Claramente há um benefício importante em ter reservasinternacionais da magnitude de 175 bilhões de dólares, mas nãoé sem custo fiscal", acrescentou. TENDÊNCIA MUNDIAL Para o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, aoformular a criação do fundo soberano o país se prepara paraaderir a uma "tendência mundial". "Se trata de um instrumento importante, em linha com o queestá acontecendo no mundo", afirmou. Sem citar exemplos,Augustin argumentou que economias com perfis similares aoBrasil já adotaram o fundo soberano. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou que o fundobrasileiro deverá ter um capital mínimo de 10 bilhões dedólares, recursos que seriam adquiridos pelo governodiretamente no mercado. Mantega também afirmou que o fundo poderá beneficiar oBanco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), àmedida que terá autorização para adquirir títulos emitidospelas empresas. O ministro e o presidente do Banco Central, HenriqueMeirelles, frisaram, no entanto, que o tema ainda está emdiscussão no governo. Por enquanto, não há definição de comoexatamente o fundo será gerido nem de quais serão as normasprudenciais e de governança. O detalhamento será feito "tão logo quanto possível",segundo Meirelles. (Reportagem adicional de Walter Brandimarte em Nova York)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.