Clayton de Souza/Estadão
Clayton de Souza/Estadão

Retomada do PIB do País está 'contratada', afirma presidente do Bradesco

A investidores, Luiz Carlos Trabuco afirmou que o pior da crise ficou para trás, e que há sinais que apontam para a inflexão da economia como, por exemplo, o desempenho da indústria automobilística

Aline Bronzati, Broadcast

24 Agosto 2017 | 18h34

O presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi, afirmou nesta quinta-feira, 24, que a volta do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro está contratada. "A questão é quando e não se", afirmou ele, durante reunião com analistas e investidores, nesta tarde.

De acordo com Trabuco, a visão do Bradesco para a economia brasileira é "extremamente auspiciosa", mas não há "otimismo ululante". "Enxergamos a potencialidade e o PIB do Brasil. O País tem gaps de infraestrutura e de investimento e vai reflorescer em algum momento", acrescentou o presidente do Bradesco.

Ele afirmou ainda que o pior da crise que o País enfrentou ficou para trás e que há sinais que apontam para a inflexão da economia como, por exemplo, o desempenho da indústria automobilística. De acordo com Trabuco, apesar de o segmento ainda estar longe de alcançar sua capacidade ociosa, tem apresentado melhora nas vendas de automóveis.

+ Governo prevê arrecadar R$ 40 bi com a concessão de 57 projetos; veja lista completa

Apesar dos três anos de recessão do Brasil, o presidente do Bradesco vê o País saindo desse período com rota de eficiência e competitividade. "Esses três anos de recessão brasileira foram teste real de estresse para o banco e para o sistema", disse ele, acrescentando que o regime reagiu bem e que o banco segue preparado para capturar os melhores momentos da economia brasileira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.