Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Retomada econômica é tema de ciclo de debates do ‘Estadão’

Em parceria com a Tendências Consultoria, primeira live será hoje com o presidente do BC, Roberto Campos Neto

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2020 | 05h00

A programação de lives do Estadão ganha reforço a partir desta segunda-feira, 24, com a estreia de um novo ciclo de debates dedicado a compreender os desafios e identificar as alternativas para o Brasil reaquecer a sua economia, após a passagem da pandemia do novo coronavírus.

Em uma parceria com a Tendências Consultoria Integrada, o primeiro convidado para essa nova série do Estadão Live Talks será o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

Nesta segunda-feira, às 15 horas, ele participa de uma conversa ao vivo onde vai ser questionado sobre o balanço das medidas até aqui tomadas pelo BC para combater os efeitos econômicos da pandemia, seja no cenário de crédito a empresas e consumidores finais ou na calibragem da taxa de juros Selic – principal instrumento para equilibrar a oferta de bens e serviços em um cenário de forte queda de demanda.

Campos Neto responderá a perguntas da colunista do Estadão Eliane Cantanhêde e do presidente da Tendências Consultoria, Gustavo Loyola, ex-presidente do Banco Central entre os anos de 1995 e 1997, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso.

“O Banco Central ocupa hoje o centro das medidas de amortecimento de impacto da covid-19 e a gestão de Roberto Campos Neto é muito destacada. Ele vem fazendo um trabalho que considero irretocável, mas o desafio será ainda maior de agora em diante, quando se começa a discutir o processo de recuperação da economia”, afirma Loyola.

Além da pauta eminentemente econômica sob a tutela do Banco Central, também devem ser abordados no encontro de hoje a pressão de integrantes do próprio governo federal por novas despesas e o questionamento sobre a manutenção ou não do atual sistema de teto de gastos – mecanismo que limita as despesas do governo à variação da inflação.

“Esse é um tema que foge da alçada do BC, mas que interfere no trabalho do órgão”, afirma Loyola.

Agronegócios  será tema do próximo debate

Na segunda-feira da semana que vem, dia 31, o ciclo de debates já tem confirmada a participação da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina. Ela vai falar sobre o papel do agronegócio na retomada da economia e os impactos de embates do governo com a China para o setor. A transmissão acontece nas redes sociais do Estadão: YouTube (TV Estadão), Facebook, LinkedIn, Twitter e também pelo Webinar. A cobertura completa estará no portal do Estadão (www.estadao.com.br).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.