Reunião discute incidente com soja na China

Representantes da cadeia produtiva e do governo estão reunidos no Ministério da Agricultura para discutir a mistura de sementes tratadas com carregamentos de soja. A prática levou a China a recusar cargas de navios brasileiros nas últimas semanas. A paralisação da comercialização travou o mercado interno da oleaginosa nesta semana. Pela primeira vez na história, a soja ficou sem liquidez. A reunião é conduzida pelo ministro interino da Agricultura, Amauri Dimarzio, e pelo secretário de Defesa Agropecuária, Maçao Tadano. Participam da reunião representantes dos exportadores, de cooperativas e de produtores rurais. Paralelamente a este encontro, que aconteceu no auditório do Ministério da Agricultura, representantes da Bianchini e da ChinaTex se reúnem com técnicos do governo para tentar pôr fim ao impasse que resultou na rejeição de cargas brasileiras. A ChinaTex comprou a soja, mas como foi detectada a mistura de grãos com sementes, quer que a Bianchini arque com os prejuízos que teve com a devolução da carga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.