-15%

E-Investidor: como a queda do PIB afeta o mercado financeiro

Reunião do G-20 deve ser parte de um processo, diz Bird

Segundo Zoellick, reunião não deve ser vista como uma compilação de soluções para a crise mundial

AE-Dow Jones,

31 de março de 2009 | 18h20

A reunião do G-20 deve ser vista como "parte de um processo", e não como uma compilação de soluções para a crise financeira mundial, afirmou o presidente do Banco Mundial (Bird), Robert Zoellick, em uma entrevista à rede de televisão Sky News.

 

Veja também:

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise 

 

"Embora o (pacote de) estímulo seja parte da solução, é apenas parte dela. A outra mensagem importante é a de que se você não consertar o sistema bancário, (o estímulo) será como uma montanha de açúcar: você cai depois", declarou Zoellick.

 

O presidente do Banco Mundial acrescentou que 2010 será um "ano perigoso" e alertou que as economias líderes, pressionadas pela contração do produto interno bruto (PIB) e pelo aumento do desemprego, estão começando a implementar políticas protecionistas. "Embora os países do G-20 tenham pedido em novembro que nenhuma ação para levantamento de barreiras fosse tomada, cerca de 17 deles fizeram isso de alguma forma", disse.

 

Zoellick afirmou que "ainda não estamos em uma situação como a de 1930". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
BirdG-20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.