Martin BERNETTI/AFP
Martin BERNETTI/AFP

Reunião do G20 começa em Buenos Aires sem Angela Merkel e cidade deserta

Chefes de estado foram recebidos um a um pelo presidente da Argentina, Mauricio Macri

Altamiro Silva Junior e Anne Warth, enviados especiais, O Estado de S.Paulo

30 de novembro de 2018 | 12h46

BUENOS AIRES - A reunião de líderes do G20 começou às 11h30 (de Brasília) de Brasília com a chegada dos chefes de Estado ao centro de convenções em Buenos Aires. Com forte esquema de segurança feito por 22 mil policiais, a cidade amanheceu a sexta-feira com ruas totalmente desertas, fechadas para pedestres e carros. 

Os chefes de estado foram recebidos um a um pelo presidente da Argentina, Mauricio Macri. Quem ainda não chegou na cidade foi a chanceler alemã Angela Merkel, por conta de um problema de comunicação na aeronave que provocou o adiamento do voo ontem para a capital da Argentina. 

Buenos Aires tem suas principais ruas fechadas, além de o metrô e trens não funcionar na principal parte da cidade. A Casa Rosada decretou feriado nesta sexta-feira por conta do G20. O caminho para o local onde ocorre a cúpula é feito apenas em ônibus oficiais. Pelo trajeto, havia tanques do Exército argentino, grades de proteção e várias viaturas policiais. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.