Reunião em Belo Monte acaba indefinida, diz consórcio

Intervalo entre as visitas à família é um dos pontos pendentes

Agência Estado,

17 de abril de 2012 | 20h08

O Consórcio Construtor Belo Monte (CCBM) informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que a reunião da terça-feira com os representantes dos trabalhadoras da hidrelétrica de Belo Monte, que está sendo construída no Rio Xingu, na cidade de Altamira, no Pará, acabou sem uma definição.

O encontro durou cerca de quatro horas e, nesta quarta-feira, a partir das 7 horas, haverá uma nova rodada de discussões entre o CCBM e o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada do Estado do Pará (Sintrapav)

Segundo a nota do CCBM, a redução da "baixada" (intervalo entre as visitas à família) é um dos pontos ainda pendentes. Outras reivindicações dos trabalhadores são reajuste salarial e aumento do vale-alimentação.

Na semana passada, o CCBM esteve reunido com uma comissão de trabalhadores, o Sindicato e um representante do Ministério Público do Trabalho, em que foi discutida a pauta de reivindicações apresentadas pelos trabalhadores do CCBM que fizeram uma greve de seis dias no fim de março. A paralisação teve vários atritos entre trabalhadores e a Polícia Militar do Pará.

Tudo o que sabemos sobre:
Belo Montereunião

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.