Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Reunião entre governo e aposentados continuará amanhã

Foi marcada para amanhã às 18 horas a continuação da reunião entre representantes do governo, entidades que representam aposentados e as centrais sindicais. Hoje, durante cinco horas, as partes envolvidas na discussão avançaram pouco em direção a um acordo que resultará na concessão de um reajuste real aos aposentados e pensionistas, que ganham mais de um salário mínimo.

ISABEL SOBRAL, Agencia Estado

24 de agosto de 2009 | 17h21

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Artur Henrique, disse que as centrais e as entidades de aposentados pediram hoje que o reajuste real seja dado às aposentadorias e pensões em 2010 e 2011. "A inclusão de 2011, feita hoje por nós, significaria uma boa sinalização de que uma política permanente de recuperação desses benefícios será implementada", afirmou o sindicalista.

De acordo com o deputado Pepe Vargas (PT-RS), além desse pedido, as centrais sindicais também reivindicaram hoje a criação de uma comissão permanente para implementar essa política de recuperação dos benefícios previdenciários com valor acima de um salário mínimo. O deputado afirmou ainda que "hoje já estamos mais próximos de um acordo do que estávamos na semana passada". O parlamentar é o relator, na Câmara, do projeto de lei que extingue o fator previdenciário. Este é um dos projetos que o governo deseja engavetar na Câmara em troca da concessão do reajuste real às aposentadorias.

Por fim, os sindicalistas também pediram ao governo hoje que o tempo em que o trabalhador estiver desempregado, recebendo seguro-desemprego, também seja contado para a sua futura aposentadoria.

Tudo o que sabemos sobre:
aposentadoriasINSSreajuste

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.