Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Reunião entre Mercosul e UE é adiada

Negociadores do Mercosul e da União Européia decidiram adiar o encontro que marcaria a retomada das negociações de um acordo de livre comércio entre os dois blocos, depois de sete meses de ausência de contatos. Agendada para os próximos dias 3 e 4, a reunião foi adiada para 19 e 20 de outubro, no Rio de Janeiro, por conta da dificuldade da delegação européia de reservar passagens aéreas para o Brasil no período. Apesar do interesse de ambos os lados em dar sinais positivos sobre a negociação, Bruxelas já antecipou que não apresentará nenhuma nova proposta sobre acesso a mercados agrícola antes de março de 2007 e, que portanto, não haverá avanços substanciais.Esse prazo é justamente o mesmo definido há dez dias pelo diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Pascal Lamy, para a definição da Rodada Doha. Ou seja, indica que a União Européia não vai se mover antes de contar com um cenário mais claro sobre os destinos da rodada multilateral e do quanto terá de ceder na abertura de seu mercado agrícola. Em princípio, um acordo de livre comércio tem o objetivo de avançar mais na liberalização do comércio entre os seus parceiros que nos padrões definidos pelo OMC.Em março deste ano, o Mercosul apresentou à União Européia uma oferta melhorada de abertura nos serviços financeiros e de transporte marítimo, que interessam especialmente ao lado europeu. Entretanto, não houve reação formal de Bruxelas. A negociação entre os dois blocos foi lançada em 1998 e começou no ano seguinte. Assim como a Rodada Doha, o diálogo entre os dois blocos enfrentava a resistência da União Européia em oferecer uma real abertura de seu mercado agropecuário ao Mercosul.

Agencia Estado,

21 de setembro de 2006 | 19h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.