Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Reunião entre Petrobras e sindicatos termina sem acordo

Terminou sem acordo a reunião entre Petrobras e sindicatos dos petroleiros a respeito da pauta de reivindicações que motivou uma greve de cinco dias iniciada ontem. Segundo o diretor de comunicação da Federação Única dos Petroleiros (FUP), Marlúzio Ferreira, porém, as negociações continuam, com novo encontro amanhã pela manhã.

NICOLA PAMPLONA, Agencia Estado

24 de março de 2009 | 19h40

Ferreira disse que a Petrobras chegou a apresentar uma nova proposta na reunião de hoje, mas limitada à parte financeira - a estatal teria proposto um aumento na Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de 11,5% para pouco menos de 12% do volume distribuído em dividendos aos acionistas. "Mas essa não é a nossa principal reivindicação. Não houve qualquer avanço na questão da segurança", afirmou o sindicalista.

A FUP pede uma revisão no modelo de saúde, segurança e meio ambiente da companhia, alegando que o sistema atual é responsável por uma série de acidentes com vítimas fatais. Em nota distribuída nesta noite, a FUP diz que cresceu a adesão à greve, que já conta com a participação de funcionários de todas as refinarias da estatal. A empresa ainda não se pronunciou.

Tudo o que sabemos sobre:
grevePetrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.