Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Reunião na UE sobre embargo não foi conclusiva

O Ministério da Agricultura classificou como "satisfatória" a reunião entre representantes brasileiros e europeus, realizada hoje em Bruxelas, para tratar da exportação de carne bovina para aquele bloco. Segundo assessoria do ministério, as reuniões ocorridas ontem e hoje são apenas a primeira etapa de negociação, para tentar levantar o embargo da União Européia (UE) ao produto brasileiro. Dada essa característica, o Ministério da Agricultura disse que já esperava que os resultados não fossem conclusivos.A negociação só deve ter um resultado final após a visita de técnicos europeus ao Brasil, que devem chegar no dia 25 de fevereiro. As vistorias das propriedades começam no dia 27 e devem se estender até 11 de março. "O resultado (desse trabalho) servirá de base para tomada de decisão e definição de critérios para futuras avaliações de propriedades autorizadas a exportar carne para a UE", diz nota divulgada hoje pelo ministério.Ontem o governo brasileiro fez uma tentativa frustrada de apresentar uma lista com 523 propriedades. A UE havia determinado anteriormente que aceitaria apenas 300 fazendas. Apesar dessa falta de acordo, segundo a assessoria de imprensa da pasta, o número de fazendas aptas a vender carne à UE não foi o principal tema da reunião de hoje. A discussão sobre a lista até teria sido deixada de lado no encontro.O governo acrescentou, por meio de nota, que o número de produtores apresentado aos técnicos europeus não é o item mais importante porque são as próprias autoridades do bloco que vão escolher os produtores autorizados a exportar.O principal tema da reunião de hoje teria sido os critérios de avaliação dos produtores brasileiros. Segundo o ministério, os técnicos brasileiros apresentaram relatório com detalhamento das vistorias feitas pelas equipes da Secretaria de Defesa Agropecuária brasileira. Nesse documento, houve especial atenção ao check list (lista de checagem), de um total de 49 itens, exigido pelas autoridades sanitárias européias. Com base nessa conversa, foram observados os itens mais importantes, que serão avaliados pelas equipes européias que virão ao Brasil no fim do mês.

FERNANDO NAKAGAWA, Agencia Estado

15 de fevereiro de 2008 | 16h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.