Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Reunião sobre reajuste de benefícios do INSS é adiada

A pedido das centrais sindicais, foi desmarcada a reunião entre as entidades, as associações de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e o governo para tentar chegar a um acordo sobre o reajuste acima da inflação, que deve ser concedido a quem ganha mais de um salário mínimo da Previdência Social.

ISABEL SOBRAL, Agencia Estado

17 de agosto de 2009 | 18h37

O presidente da Força Sindical, deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), informou hoje que o pedido se deve ao fato de não ter havido uma consulta às bases das representações sobre a exigência do governo de que sejam previamente arquivados os projetos de lei que mudam regras de concessão de benefícios previdenciários. Essa foi uma condição imposta na reunião da semana passada pelos ministros da Previdência, José Pimentel, e da Secretaria Geral da Presidência, Luiz Dulci, para que fosse apresentada a proposta do governo sobre o índice de reajuste real.

"Como ainda não houve tempo para consultar todos os interessados nem nós conversamos entre nós, preferimos pedir o adiamento para que não seja mais uma reunião sem decisão", afirmou o deputado. O Ministério da Previdência Social, por meio de sua assessoria, confirmou que o encontro foi desmarcado e acrescentou que ainda não há nova data definida para nova rodada de discussões.

Na mesa de discussões, as entidades representativas dos aposentados têm defendido pelo menos 3% de reajuste real que, somados à inflação projetada para 2009, representaria uma correção total em torno de 7% nos valores finais das aposentadorias e pensões superiores ao salário mínimo. Cerca de oito milhões de pessoas serão beneficiadas com a decisão.

O governo quer, em troca disso, que as entidades concordem em enterrar quatro projetos de lei que tramitam na Câmara dos Deputados, e já passaram pelo Senado, que reajustam valores dos benefícios e mudam regras de concessão de aposentadorias, como o que extingue o fator previdenciário. O fator incide sobre o cálculo das aposentadorias por tempo de contribuição reduzindo o valor final dependendo da idade do trabalhador no momento do pedido de aposentadoria.

Tudo o que sabemos sobre:
aposentadoriasINSSreajuste

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.